domingo, 15 de maio de 2011

DEXTER - Jeff Lindsay

"DEXTER MORGAN é um educado lobo vestido em pele de ovelha.
Ele é atraente e charmoso, mas algo em seu passado fez com que se transformasse numa pessoa diferente. Dexter é um Serial killer. Na verdade, é um assassino incomum, que extermina apenas outros assassinos. Ao mesmo tempo, trabalha como perito da polícia de MIAMI... Em Dexter, a Mão Esquerda de Deus, o livro que deu origem à aclamada série de TV, o adorável matador depara-se com um concorrente de estilo semelhante ao seu, encanta-se e incomoda-se com ele, prevê seus passos..."

Ah! Dexter, majestoso Dexter. Assisti tantas e tantas vezes as cinco temporadas de DEXTER, que até ousaria parafraseá-las, ou até acompanhá-las nas falas. Conheço cada detalhe e o desfeche de todos os principais casos abordados em cada uma das temporadas.

Está claro que sou um fã do impiedoso e insensível perito de borrifos de sangue da Delegacia de polícia de Miami-Dade. Mas o ponto em que quero chegar é que eu me surpreendi ao ler O Livro.

Quando o ganhei de presente, era mais como um fã ganhando mais um item muito importante para a sua coleção. Eu sabia que ao ler aquela obra, estaria apenas revivendo a primeira temporada da série DEXTER. Estava redondamente enganado.
Comecei a leitura e, como já disse no início dessa resenha, eu poderia contar a série inteira, palavra por palavra, mas a história foi se desenvolvendo e não da maneira como eu esperava. Claro que a TV não mudaria o Fato, porém os caminhos até os fatos são incomensuravelmente intrigantes. A cada capítulo eu me perguntava se realmente estava lendo DEXTER e não outra coisa semelhante, por isso até voltava a olhar a capa do livro para ter certeza de que não estava enganado. Por toda a leitura, eu duvidava da minha memória sobre como terminaria aquele caso. Eu teria esquecido? Mudaram o final na TV? Quem tá fazendo isso?  E não errei. O final realmente me surpreendeu, e tudo ocorre de maneira diferente, porém, talvez a essência seja a mesma.
O Dexter escrito é um milhão de vezes diferente do Dexter da TV. A forma como Jeff Lindsay nos mostra isso é incrível. É possível entender o perfil homicida do nosso assassino favorito exatamente como ele é. Sem tirar nem pôr. Toda sua frieza calculista, suas indagações pessoais e o tão adorado (por mim) sarcasmo. Até mesmo o misterioso Passageiro das Trevas (The Dark Passenger) é colocado de maneira diferente e mais real, chega a ser palpável.
O autor consegue sutilmente tornar um livro sobre um Serial Killer, intrigante, atraente e sobre tudo engraçado. É encantador.

Talvez o primeiro Serial Killer que solicita nosso amor sem nenhuma vergonha.”
- Entertainment Weekly

Reações:

4 comentários:

  1. É engraçado como a gente tem gostos em comum. eu fã indescritível de Dexter, e o engraçado é q n vejo mts pessoas conhecerem essa série... Afinal hj em dia gostam de series de "mulherzinha" entao qm vai gostar de ver um serial killer matando e triturando as pessoas?! Sou fã de dexter, e ja tive um sonho de trabalhar no fbi... qm sabe...heauhe
    Sim. Tua resenha me fez ter ainda mais vontade de ler o livro, pq já q te surpreendeu, deve ser diferente da serie... :D Porra! To doido pra ler! é o tanner mas ta no orkut do prego do meu irmão

    ResponderExcluir
  2. Olha eu nunca assistir dexter, mais ouvir boas criticas ... so que hoje em dia é dificil o livro e as series andarem ao mesmo caminho .. te dá um exemplo, antes de tudo vou dizendo que não sou futil, mais acompanho gossip girl, é a serie é totalmente diferente do livro, os dois são muito bons, mais as vezes fico pensando, eu to vendo a serie do livro que eu li mesmo??
    Agora eu ate gostaria de assistir, me interessou dexter, vai ser o proximo box de seriado que eu irei comprar! ;*

    ResponderExcluir
  3. Eu poderia incentivá-los muito mais a essa leitura, Dexter é tão bem escrito que eu passaria horas comentando-o. Porém é interessante ter uma opinião própria, e pra isso, só lendo. Garanto que não se arrependerão. Abraços.

    ResponderExcluir
  4. Parece ser bem legal a estória.
    Fiquei interessado.

    "Palavras ao Vento..."
    www.leandro-de-lira.blogspot.com

    ResponderExcluir